O CELULAR NOSSO DE CADA DIA… AFASTAI-NOS HOJE…

Este poema nasceu do desejo de uma prece para afastar-nos do vicio que tem se tornado o uso do celular em nosso dia a da… Será que esta preocupação é apenas minha? 

 

Na madrugada o toque do celular

Avisa: é hora de levantar…

Mais cinco minutos é só clicar

Na tela e programar… Pra quê rezar?

 

Na cabeça ficam as imagens

O zap está repleto de mensagens…

No vestígio da aurora: serão miragens?

São desejos de ‘bom dia’: belas paisagens…

 

Conectado o fone: a rádio dá notícias

Umas verdadeiras outras bem fictícias…

Fake news aos poderosos são propícias

Café que nada: no celular estão as delicias…

 

No celular o Uber é acionado

Aff… O trânsito já está engarrafado…

Nos ouvidos: o fone enterrado

Na tela o trabalho já foi inicializado

 

Visualizações rápidas, dedos nervosos

Fotos no insta e no face: corre os olhos…

Um twuite curtido entre cliques ansiosos

Assim são os dias nestes tempos tenebrosos…

 

 Cabeças baixas voltadas pras telas

Até pra dirigir: esquecemos as cautelas…

Olhar pras pessoas: quem são elas?

Conversar, amar, relacionar: deixe de balelas…

 

Nas academias ou nas vias públicas

No ônibus, metrô, a pé, cenas lúdicas…

No Spotify cada ego ouve suas músicas

O outro ninguém ouve: eita vidas surdas…

 

A vida circula nos aplicativos

Nas escolas: esqueçam os livros…

Ler pra quê? Bastam-nos os vídeos

Apenas fabriquem mais antidepressivos…

 

A emoção também está nos celulares

Noites entregues aos games espetaculares…

Amores nas telas e adeus preliminares

Sono pra descansar a muito foi pros ares…

 

As mentes estão cheias, a vida está vazia

O tempo passou, deixou a nostalgia…

À noite: não tem mais estrela que alumia

Basta-nos o celular de cada dia…

 

Oh Deus!!!

Deste vício: afastai-nos hoje…

                                                         ESTEVAM MATIAZZI- OUTUBRO 2019

26 comentários

    • Cresci no interior de Minas e ouvia em reuniões de grupos de pastorais da Igreja Católica, que a TV iria destruir as pessoas, as famílias (mão tínhamos TV em casa), por isso, achava que nossas vidas e famílias estavam protegidas.. ,Esta coisa do celular é a mesma coisa, revista de outra roupagem… A responsabilidade (prefiro esta do que culpa) é sempre nossa: humana. A tecnologia é apenas mais uma criação humana, logo?

      Curtido por 1 pessoa

  1. Sinto que sou privilegiada por ter vivido uma época de experiências diferentes … que para as crianças, adolescentes e muitos jovens, dos tempos de hoje, são inexplicáveis, porque para eles é inconcebível qualquer explicação para uma vida sem celular. Bem oportuno Prof. Estavam.

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigado Ama, por sua presença, leitura e comentários… Fico muito feliz por tão qualificada presença… Estamos aí, tentando refletir um pouco em meio a este ‘barulho’ tecnológico… Que ensurdece os humanos responsáveis por amenizá-lo ou intensificá-lo…

      Curtir

  2. Difícil é largar dele, cada vez mais pessoas estão super conectadas. Todo mundo parece estar viciado no seu uso. Perdendo a noção de tempo. Importante ter limites no seu uso… A convivência tem se modificado, temos que repensar esta questão. Obrigada.

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigado a você Bia, pelo comentário que muito acrescenta á reflexão que propus nestes versos. Eu digitei o poema num computador, publiquei-o no blog estendido para as redes sociais e enviei pelo celular (zap) para umas 50 pessoas. Eis o impacto. Me parece que a questão é aprendermos a usar adequadamente. Tenho me esforçado, até porque, na condição de pai, tio e professor, sirvo como exemplo para várias crianças e jovens.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s