EM NOME DA VIDA (SONETO IX- AGOSTO DOURADO)

Que desgosto que nada… Agosto é o mês do gosto… Mês do Aleitamento Materno... A cor escolhida para lembrar é a dourada… Leite materno… Alimento de ouro... É mês dos pais, mas a homenagem é para as mães que doam suas vidas para nos alimentar quando mais precisamos…

 

O ‘trem da vida’ retorna à estação original:

Nela saboreamos nosso primeiro alimento,

Fonte de energias vindas do seio maternal,

Amor puro e exclusivo para nosso sustento.

 

Alimento de ouro, por isso, agosto dourado;

Epifania divina, amorosidade sempre terna,

O aleitamento materno é momento sagrado,

Expressão feminina e da plenitude materna.

 

Ser humano incapaz de sobreviver sozinho,

O nascimento expõe toda nossa fragilidade,

Filhote sem asas e forças pra sair do ninho.

 

Na amamentação criamos nossa imunidade

Dependentes do leite, de amor e de carinho,

Das mamães que se doam pela humanidade…

 

ESTEVAM MATIAZZI / 1º DE AGOSTO DE 2019

 

6 comentários

  1. Sem dúvida agosto nos traz boa lembranças não podemos negar. Tudo que é dado em tamanha magnitude e divindade… amigo Estevam Matiazzi comemoro contigo todos as belezas que nos foi dada pelo criação divina ( mês de agosto ficou marcado na vida da minha família pelo passagem de minha irmã que fez seu encontro com Deus aos 2 aninhos de idade e quando nosso ranranchinho de sapê pegou fogo mas nada disto nos deixa triste não pareceu ninguém neste incêndio. Então agradeço a Deus pela minha irmã que à ela foi dada à graça de vir ao mundo e agradeço à Deus porque no incêndio não pereceu ninguém. Portanto viva o mês de agosto com muito gosto e festejamos toda criação de Deus. Um abraço fraterno do Poeta Carvoeiro.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sem dúvida agosto nos traz boa lembranças não podemos negar. Tudo que é dado em tamanha magnitude e divindade… amigo Estevam Matiazzi comemoro contigo todos as belezas que nos foi dada pelo criação divina ( mês de agosto ficou marcado na vida da minha família pelo passagem de minha irmã que fez seu encontro com Deus aos 2 aninhos de idade e quando nosso ranranchinho de sapê pegou fogo mas nada disto nos deixa triste não pareceu ninguém neste incêndio. Então agradeço a Deus pela minha irmã que à ela foi dada à graça de vir ao mundo e agradeço à Deus porque no incêndio não pereceu ninguém. Portanto viva o mês de agosto com muito gosto e festejamos toda criação de Deus). Um abraço fraterno do Poeta Carvoeiro.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s