CICLO… INFINITO… DA VIDA…

Este poema é uma homenagem póstuma a um de meus leitores assíduos nos últimos dois anos… Meu sogro (Nilson José de Sousa que partiu em 23 de julho de 2019)…  E , faz parte das explicações que dei à minha filha Sofia e ao meu sobrinho Ícaro, sobre a partida do vovô… Quase sempre ele era a primeira pessoa a parabenizar-me quando eu publicava um poema… O infinito é nosso lar, este poema o irá acompanhar…

 

Já me disseram que a vida:

É um hiato

Entre a chegada e a partida…

Isto é fato

Na chegada a vida começa:

Nascimento…

Na partida ela se encerra

Falecimento…

 

A fé me ensinou que a vida

É infinita

Sabedoria que não se explica

Nem está escrita

Não tem comprovação empírica

Não está dita

Não tem lógica numérica, física

Apenas acredita…

 

A morte é o sentido da vida

Mais que teoria

É práxis que a todos convida

Dia a dia

Celebrar a graça concedida

Vencer a disforia

Amar sem ressalva e medida

Divina sabedoria…

 

Nascer e morrer: vida cíclica

Sem razão linear

Mistério de natureza mística

Não dá pra mensurar

Sensação suave, beleza idílica

Basta à noite olhar

Para o céu: aquela luz infinita

Estrelinha a brilhar…

 

ESTEVAM MATIAZZI- 25 DE JULHO DE 2019

 

20 comentários

  1. Belíssima homenagem, meu amigo. Sinta-se abraçado em sinal de respeito e condolências pela perda na família.
    O seu poema me mareja os olhos, pois assim também tento explicar o fim de nossa existências às minhas filhas. E tal qual você diz, também acredito que viramos todos estrelinhas no céu.
    Abraço grande.

    Curtido por 1 pessoa

  2. É Estevam, somos fagulha e às vezes queimamos por nada, outras vezes somos chama para aquecer. Sinta-se confortado neste momento em que o coração fica mais triste, mesmo sabendo que somos chegada e partida como retratado nesta sua linda poesia. Forte abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Meus sentimentos para a família.
    Quando se fecha o ciclo da vida é compreensível. Difícil é quando a vida se vai aos 8 meses de vida . ( Elena filha de uma conhecida, que morreu de meningite ).
    Você continua brilhando com as palavras…..

    Curtido por 1 pessoa

  4. Meus sentimentos a vc meu irmão e amigo e principalmente a Nina e as crianças. Seu belo poema não só explicou a Sophia e a seu sobrinho. Seu poema explica a todos nós o que não é explicável. Seu poema é simples como as crianças, como Jesus e como Maria. Morrer é essa simplicidade da estrelinha que brilha e que nos leva a crer que ali está nosso ente querido. Os que partem antes de nós, simplesmente nos mostram que o caminho é leve e descomplicado. Basta amar como Jesus amou. Sorrir como Jesus sorriu,………………….. Abcs.

    Curtido por 1 pessoa

    • Que ótimo e que alegria… Fico feliz que tenhas gostado. O nome do Blog é inspirado na filosofia de Emmanuel Lévinas, filósofo francês dedicado à ética da alteridade. Você o conhece?
      Obrigado por sua presença e por se tornar seguidor do Blog Sabedoria do Amor…
      Publico uma vez por semana. Geralmente às quinta-feiras.
      Fraterno abraço. Estevam

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s