É TEMPO DE POESIA…

A arte é o que resiste, afirmou Deleuze*. A arte sabe ser teia… Tecida com fio de tempo… A arte não se deixa silenciar. Na arte há sempre porvir… Em tempos ‘bicudos’ e de fake news que ameaçam a liberdade, o que seria dos humanos sem a arte?

Quando a história se repete

E fantasmas resolvem assombrar…

Quando tanta gente se esquece

E outras sequer ouviram falar…

É tempo de escrever poesia:

Liberdade poética é democracia…

Quando a justiça vira vingança

E tanta gente quer se armar…

Quando a paz se resume a segurança

E tanta gente não quer mais amar…

É tempo de ler poesia:

Rimas combinam com democracia…

Quando o livre pensamento é proibido

E o medo começa a rondar…

Quando a vida parece sem sentido

E a arte não pode se manifestar…

É tempo de publicar poesia:

Versos vivos da democracia…

Quando o presente parece obscuro

E o sol não consegue clarear…

Quando o tempo parece sem futuro

E as estrelas insistem em não brilhar…

É tempo de viver a poesia:

Sonhar sonetos de democracia…

Quando num país de tanta diversidade

E de tanta beleza para encantar…

Quando se falsifica até a verdade

E a boa fé do povo tenta manipular…

É tempo de declamar poesia:

Livre canto pela democracia…

ESTEVAMATIAZZI

*Gilles Deleuze filósofo francês do século XX. Nasceu em 1925 e faleceu em 1995.

Anúncios

15 comentários

  1. Obrigada amigo Estevam. Falou tudo …… É preciso amar. Armar pra que??????? Quanto mais se arma, menos se ama. Quanto menos amor, mais nos armamos…….

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s