SINFONIAS DA AURORA

Neste ambiente tenso de período eleitoral no Brasil, peço licença para acolher a chegada da primavera numa homenagem à alegria dos pássaros, pela beleza e diversidade das flores… após a leitura, um convite ao passado: ouça a música Bem-te-vi (1980) com Renato Terra…

 

Na aurora da vida,

A aurora do dia,

Se fazia anunciar

Pelo canto do sabiá…

Não havia despertador

Nem de rádio,

Nem de relógio,

Muito menos de celular…

 

O maestro sabiá,

Na sua sábia sabedoria

Sabia que havia

Uma orquestra a reger

Antes do dia nascer…

Outros cantores reunia

Canarinhos, bem-te-vis,

Para o sol acolher…

 

Ao chegar ao meio-dia,

A aurora e seus sons,

Abafados pela tecnologia,

Deixaram no recôndito

Da alma, a nostalgia:

De um novo amanhecer…

O silêncio daquela sinfonia

Traz o barulho do entardecer…

 

Nos ciclos da vida,

Na copa de uma paineira,

Na mata que ainda resta,

O palco, entremeio à selva

De prédios, de pedras…

De poucas frestas

Por onde se vê as Serras

Do Curral, das Mangabeiras…

Nas auroras de Beagá,

A paineira antes de florescer,

É o palco para o sabiá,

Sua orquestra reger…

Bem-te-vis e almas-de-gato

Bicos-de-lacre e outros pássaros,

Anunciam sem saber

Nova aurora em meu viver…

 

ESTEVAMATIAZZI

 

 

Anúncios

15 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s