LOUCURAS DA RAZÃO

Janeiro Branco: Quem cuida da mente, cuida da vida... reedito o poema Loucuras da Razão, para reforçar a importância do cuidado que devemos ter com a nossa mente, para melhorar a qualidade de vida...

 

Em nome da loucura!

Do direito aos desajustes,

Da loucura dos ajustes,

Da razão em fuga…

 

Em nome da razão!

Do dever das perguntas,

Da racionalidade absurda,

Das loucuras que se vão…

 

Em nome da loucura!

Do direito de resistir,

Dos loucos a insistir,

Numa razão sem cura…

 

Em nome da razão!

Da loucura em cena,

Racionalidade plena,

Mas, sem explicação…

 

Em nome da loucura!

Trem ‘doido’ sem vagão,

Louca viagem sem razão,

Numa louca desventura…

 

Em nome da razão!

Quanta dor, quanta pena?

Quanta razão obscena?

Quantos loucos na estação?

 

ESTEVAMATIAZZI- JANEIRO 2019

17 comentários

  1. Um trem que fazia viagens sem volta… hoje em dia muitos estão nele sem perceber.

    Interessante essa explicação do termo trem de doido.

    …uma das muitas “loucuras da razão humana.”

    A magia da poesia é justamente essa, ver a beleza, a ética, a crítica e a virtude até no lamentável.

    Parabéns professor!

    Curtido por 2 pessoas

    • Num outro poema que escrevi e publicarei oportunamente, conto a explicação sobre ‘trem de doido’ do ponto de vista popular…aqui contei do ponto de vista mais oficial…como dizia Guimarães Rosa, ‘Minas são muitas’… acrescento: as explicações também são…

      Curtido por 1 pessoa

    • I thought so … but, I haven’t realized how to organize myself for this … I’m a perfectionist, and when I do it needs to be well done … My work and family, at the moment, are priorities, for So, I haven’t done a blog up grade yet. This will still happen …
      Thank you.

      Curtir

  2. Belo poema!

    Sobre a loucura, gosto muito da anedota a respeito do riso de Demócrito de Abdera: por não parar de rir, histericamente, a população de Abdera considerou Demócrito louco. Chamaram Hipócrates para curá-lo, no entanto,quando o famoso médico e o pensador se encontram, surge a questão sobre quem realmente é louco e porquê…

    Temática muito interessante, de fato! =)

    Curtido por 2 pessoas

    • Obrigado Nausikaa, por um comentário tão edificante e complementar…é uma contribuição que quem escreve sempre espera, por mais que não revele… nasci em Barbacena e vi desde pequeno esta realidade acontecendo…estou agora visitando minha história e memória para lembrar os fatos e escrevê-los livremente pela linguagem poética… Sócrates, Demócrito (ou o seu médico), Tales de Mileto e, talvez, todos os filósofos gregos, até meados do século XX, teriam sido mortos nestes ‘locais de doidos’… abraço… fiquei muito feliz com sua visita e comentário.

      Curtido por 2 pessoas

  3. Estevan quanta mineiridade neste poema. Lembrei de um professor português que ao se referir a Minas Gerais dizia em sala de aula que nós temos a melhor expressão do mundo “trem” que serve para expressar qualquer coisa e todos entendem a que se está referindo. E eu concordo (viajei….agora… Uma loucura sem razão? Pode ser).

    Curtido por 1 pessoa

    • É meu caro…este trem pode ser bom ou ruim…no caso de Barbacena, não foi nada bom….quanta à mineiridade acho que os meus poemas ‘ Trem de Minas’ e ‘, Trem é coisa de mineiro’ expressam mais para o lado bom do ‘tren’ . Obrigado pelos comentários sempre elogiosos.

      Curtido por 1 pessoa

  4. Rsrsrsrs rindo à toa… escrever poesia me é uma terapia… quase uma brincadeira… vez ou outra… entro nestas searas ‘pesadas’… ler seu comentário é revigorante e animador… obrigado por sua leitura e interação. Paz e Bem!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s