CANÇÃO DE BEAGÁ

Belo Horizonte, a Capital de Minas Gerais, completa 121 anos… reedito esta paráfrase da Canção do Exílio de Gonçalves Dias, para que nossa Beagá não se torne apenas lembrança ou saudade…

Minha terra inda tem Serras

No horizonte pra avistá,

As mineradoras destas terras,

As Serras querem derrubá!

Nossa cidade moderna planejada,

Nossas praças belas e floridas,

Nossos parques e ruas arborizadas,

Nossas insinuantes e íngremes avenidas.

Em cena, a música da esquina,

Mais prazer para à noite escutá,

Minha terra, Capital de Minas,

Nos bares, na arte de Beagá.

Minha terra tem sonhadores,

Que não se encontra noutro lugá,

Em cena, o prazer dos amores,

Que no horizonte vem se encontrá.

Minha terra inda tem sossego,

Onde o sol não para de brilhá.

Não permita Deus que as mineradoras,

Destruam a Serra do Currá,

Levando as riquezas e os sonhos,

Do povo deste grande Arraiá;

Permita-nos ver o Belo Horizonte,

Das Serras que protegem Beagá.

ESTEVAMATIAZZI

Anúncios
Categorias MAR-AVILHAS E TRENS DE MINASTags , , ,

2 comentários em “CANÇÃO DE BEAGÁ

  1. Estevam, por quanto tempo mais será que a Natureza vai “aguenta”?!

    Curtir

  2. …quando a natureza não aguenta, o ser humano é que sofre…a natureza se regenera, já o humano!!!

    Curtido por 1 pessoa

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close